O Dízimo na Comunidade de Fé - Paróquia Santa Teresinha de Lisieux

O Dízimo na Comunidade de Fé

Por: Lauro Roberto de OliveiraEm: Notícias


IMG-20180209-WA0029
• “A decisão de contribuir com o dizimo nasce de um coração agradecido por ter encontrado o Deus da vida e experimentando a beleza de sua presença amorosa no dia a dia.” (Doc. 106, nº12). Reconhecemos que tudo vem dele e, por gratidão, o melhor devemos dar a ele. Ao contribuir, de maneira espontânea, segundo a decisão do coração, o cristão confia-se inteiramente em DEUS, pois sua segurança está nele.
Deus, criador do universo, de suas mãos recebemos todas as provisões para sobrevivermos, no amor, ele nos põe como administradores de suas riquezas.
Em (GN 14,17-20 E 28,18-22). O dizimo é oferecido como reconhecimento pela dadiva de Deus, que abençoa e acompanha aquele que nele confia.
Na comunidade de fé, o dizimo apresenta fundamentos bíblicos que esclarece a revelação divina e progressiva, orientada para Cristo.

• Para que tivéssemos um melhor entendimento do dizimo, a CNBB nos orienta através do documento 106, produzido com base bíblica, hoje podemos dizimar através do envelope ou de maneira direta. Os dizimistas recebem um adesivo e colocado nos seus automóveis ajudam na divulgação do mesmo. Além de banners que são colocados nas capelas e salas de catequese, conscientizando assim, não só adultos, mas também as crianças.

• A medida que o dizimo for consciente, fruto de uma decisão de fé madura, não será mais necessário buscar recursos por meio de festas ou a comercialização de bebidas alcoólicas, que muitas vezes são um contra testemunho. As festas terão verdadeiro significado, pois a comunidade vai se encontrar, rezar e festejar, sem a preocupação de arrecadar recursos e investimentos materiais. O melhor investimento que uma comunidade pode fazer é na formação cristã de seus membros e na ajuda aos necessitados.

Pastoral do Dízimo.